CONHEÇA A SOCIOLOGIA FISCAL
 

Pedro Vitor Garcia Ramos

Pedro Vitor Garcia Ramos foi o primeiro bolsista na história do GESF. Durante sua graduação em Ciências Econômicas, almejou estudar temas que fugissem do núcleo duro da Economia e se aventurou no campo da Ciência Política. Foi convidado pelo Professor Franck, em dezembro de 2016, a participar da reunião de fundação do grupo e a iniciar essa trajetória paralela. Durante a jornada feita na Universidade Federal de Goiás, conseguiu realizar dois projetos de iniciação científica, um sobre as características da austeridade fiscal e o impacto nas relações políticas na Grécia e outro sobre o novo Regime Fiscal proposto pelo governo Temer, montado na figura da Emenda Constitucional 95. Este segundo trabalho, inclusive, foi publicado no Boletim Goiano de Geografia (Qualis A1) e rendeu o primeiro lugar no XVI Prêmio UFG de Iniciação Científica. Em uma nova etapa da vida, foi até Belo Horizonte estudar no Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, onde realizou o mestrado em Economia. Sua dissertação buscou entender a relação entre a austeridade fiscal e o impacto socioeconômico na periferia europeia da Zona do Euro. Adquirindo grande carga de conhecimento em macroeconomia e econometria, busca formas de retribuir ao GESF as oportunidades que foram dadas. Desde o retorno a Goiânia, procura estudar as relações entre a desigualdade racial e marcas fiscais que ajudam a explicar essa relação, partindo, principalmente, do campo tributário e do mercado de trabalho.

Tecnologia do Google TradutorTradutor